Motorista de ônibus que foi queimado em São Vicente deixa hospital

A assessoria de imprensa do hospital informou que ele “está fora de risco” e que foi liberado para tratamento ambulatorial

Comentar
Compartilhar
12 JAN 2017Por Gilmar Alves Jr.21h00
O motorista estava internado no Hospital Frei Galvão, em SantosFoto: Arquivo/DL
O motorista de ônibus que teve a perna e o braço esquerdo queimados durante um incêndio ao coletivo que dirigia, em São Vicente, teve alta na tarde de quarta-feira (11) do Hospital Frei Galvão, em Santos. 
 
A assessoria de imprensa do hospital informou que ele “está fora de risco” e que foi liberado para tratamento ambulatorial. 
 
O atentado ocorreu na noite de terça-feira, na Vila Ponte Nova, na Área Continental do município. Uma mulher fez sinal para o motorista parar em um ponto e um comparsa dela executou o atentado. A dupla fugiu em um carro. 
 
A Polícia Civil suspeita que o incêndio seja uma retaliação à morte de um criminoso em uma perseguição da Polícia Militar na Baixada.