Governo SP

Ladrão morre após ser baleado e cair do 1º andar de prédio na Zona Noroeste

A Polícia Militar foi alvo de disparos em perseguição aos assaltantes; um segundo acusado também foi baleado e está preso

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2019Por Gilmar Alves Jr.18h29
Revólveres usados pelos assaltantes foram apreendidosFoto: Divulgação/Polícia Militar

Um acusado de assaltos, de 22 anos, morreu na noite quinta-feira (13) após resistir à prisão e ser baleado por policiais militares à janela de um apartamento de 1º andar em um conjunto habitacional na Caneleira, na Zona Noroeste de Santos. Ao ser atingido por dois disparos, Gilson Francisco dos Santos, de 22 anos, despencou da janela. Ele foi socorrido ao Pronto-Socorro da Zona Noroeste, onde faleceu.

Um comparsa de Gilson, Edmilson Vieira Souza Júnior, de 26 anos, foi baleado no braço em confronto com os PMs, tentou escapar de moto mesmo ferido e foi capturado na Avenida Martins Fontes. Ele foi internado na Santa Casa de Santos. Nenhum PM ficou ferido.

A abordagem

Após roubos contra duas mulheres, em São Vicente e em Santos, policiais militares localizaram os acusados em uma Honda CB preta, no Caminho São Jorge, na Caneleira, por volta das 19 horas. Gilson deixou a garupa da moto e disparou duas vezes contra a PM, sendo atingido em uma das pernas no revide.

Edmilson atirou cinco vezes contra os PMs e após ser baleado no braço deixou a arma cair e acelerou a moto, sendo perseguido até a Avenida Martins Fontes.

Os policiais chegaram até o imóvel onde Gilson se escondera por meio de um rastro de sangue, devido ao ferimento por perfuração na perna.

"Com os infratores foram apreendidos dois revólveres, munições e pertences subtraídos das vítimas dos roubos", informou, em nota, a Polícia Militar.

O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ).

Colunas

Contraponto