Banner gripe

Justiça concede liberdade para médico que plantava maconha

Mudas estavam em vasos e em copos descartáveis

Comentar
Compartilhar
14 NOV 201217h26

O recém formado em medicina que foi preso em flagrante por tráfico de drogas na última sexta-feira (09), em Santos, teve liberdade provisória concedida pela Justiça. Ele deixou a cadeia anexa ao 5º DP no início da semana.

Após a polícia encontrar plantações de maconha na república onde ele morava com outros dois rapazes, no bairro Boqueirão, o rapaz de 25 anos foi preso. As mudas estavam em vasos e em copos descartáveis. 
 
Foram apreendidos 15 vasos e copos com material fertilizante, sementes e mudas, dois vidros grandes com maconha e uma grelha para cultivo e secagem das folhas da droga, durante a operação, que aconteceu na semana passada. Os policiais também recolheram dois bocais e lâmpadas de alta potência utilizadas na estufa. 

Grande parte dos objetos estava no quarto de Raphael, que ainda continha uma estufa utilizada para o aquecimento das mudas e sementes da erva. 

O flagrante, que ocorreu por volta das 7h, sob o comando do chefe dos investigadores, Marcelo Mendes, foi realizado pelos policiais Marcelo Ferreira e Mário José Granzoto.
 
Ainda de acordo com o investigador, a denúncia indicava que universitários iam até a república para adquirir entorpecentes (Foto: Luiz Torres/DL)

Colunas

Contraponto