X
Polícia

Julgamento de PM acusado de matar Ricardo Joaquim é adiado pela terceira vez

Advogado que defende o réu informou que teve problema de saúde e não compareceu ao plenário, no Fórum da Barra Funda, em São Paulo

O ex-secretário de Governo de Guarujá Ricardo Joaquim foi executado a tiros em março de 2012 durante uma reunião política em Vicente de Carvalho / Arquivo DL

O júri popular do policial militar Anderson Willians da Silva, acusado de matar o ex-secretário de Governo de Guarujá Ricardo Joaquim, foi adiado pela terceira vez. A sessão, que seria iniciada na tarde desta quarta-feira (19) no Fórum da Barra Funda, em São Paulo, não foi realizada devido à ausência do advogado do réu, Alex Sandro Ochsendorf, que informou ao juiz, por meio de representante, um problema de saúde.

De acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o juiz Fabrizio Sena Fusari redesignou o julgamento para 18 de outubro.

Ainda conforme o TJ-SP, o juiz decidiu que na hipótese de Ochsendorf não comparecer um defensor público irá participar do júri.

O PM responde ao processo preso e nega envolvimento no crime, que ocorreu em 8 de março de 2012.

Segundo a denúncia do Ministério Público Estadual (MPE), Silva cometeu o delito com cobertura do ex-PM George de Almeida. O crime ocorreu durante uma reunião política em Vicente de Carvalho e, segundo a denúncia, foi cometido a mando dos empresários Felício Bragante e Edis Vedovatti. O ex-PM, que responde preso, e os empresários, soltos, ainda não foram julgados e também negam o crime.

Conforme a denúncia, os empresários ordenaram a morte após o ex-secretário descumprir um “acordo” para extinguir ou reduzir débitos de IPTU de uma extensa área no Jardim Virgínia.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Oportunidade

Praia Grande tem 23 vagas de emprego disponíveis no PAT

Interessados devem comparecer ao local para retirar carta de encaminhamento

Cotidiano

Prefeitura de Mongaguá promove protagonismo infantil em minissérie

O projeto 'Liga do ECA' foi inspirado pela 'Liga da Justiça' e as crianças puderam construir seus personagens de acordo com os ensinamentos passados pelos educadores

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software