Jovem desmaia ao ser espancada e assaltada pelo ex-marido em Bertioga

Agressões se intensificaram quando a vítima, ao ser questionada pelo ex, afirmou que estava saindo com outra pessoa

Comentar
Compartilhar
13 JAN 2021Por Gilmar Alves Jr.14h30
Imagem meramente ilustrativa; o caso ocorreu em Bertioga e já havia medida protetiva para a vítimaFoto: Marcos Santos/USP Imagens

Uma atendente de 26 anos afirma ter caído em uma armadilha criada pelo ex-marido, na noite de segunda-feira (11), e acabou desmaiando ao ser espancada e assaltada por ele em Bertioga.

O homem sequer poderia ter se aproximado da ex-mulher, pois há medida protetiva de urgência para ela. Em agosto de 2020, ele foi autuado em flagrante acusado de agredi-la no trabalho. Está solto desde 16 dezembro, segundo a vítima.

Nesta segunda-feira, conforme o relato da vítima à Delegacia de Bertioga, o ex-marido a abordou na rua e pediu para que ela entrasse no carro para que a filha de um ano de ambos fosse levada à casa da avó paterna.

A jovem conta que aceitou o pedido e no retorno da casa do avó, ao invés de ser levada de volta para casa, foi conduzida à força no veículo para que o ex comprasse drogas e bebidas com ela no carro. A todo momento, o homem perguntava se ela saía com outra pessoa.

Em um local ermo na Rodovia Rio Santos, o homem, visivelmente alterado, segundo a vítima, a segurou pelos cabelos, a chutou e deu tapas em seu rosto. Dez minutos depois, ela foi levada novamente à força, conforme diz, a um ponto de tráfico no Sítio São João, onde novamente o ex-marido fez perguntas sobre se ela saía com alguém.

Ao responder que sim, o homem logo a agrediu, tirou o cordão da bermuda e disse que a mataria por enforcamento. Na sequência, desferiu um golpe conhecido como “mata-leão”, até o desmaio.

A atendente diz que foi socorrida por um motorista que a viu desmaiada no chão e colocou-a em seu veículo, levando-a até sua residência.

Segundo a vítima, o marido roubou o celular dela, cartão de débito e R$ 200,00.