Jogador de futebol amador é morto a facada durante briga em Bertioga

Autor do golpe foi acusado de importunar sexualmente a namorada do atleta; pelo homicídio, o detido alegou legítima defesa porque estava sendo atacado

Comentar
Compartilhar
13 SET 2019Por Gilmar Alves Jr.16h31
Ewerton Rodrigues de Melo Souza, de 21 anos, foi atingido por facada no tóraxFoto: Divulgação

O estudante e jogador de futebol amador Ewerton Rodrigues de Melo de Souza, de 21 anos, foi morto com uma facada no tórax, no final da madrugada desta sexta-feira (13), durante uma briga no Jardim Albatroz, em Bertioga. O golpe foi dado por um homem, de 35 anos, que alega legítima defesa.  Acusado de importunar sexualmente a namorada de Ewerton durante a madrugada, ele diz que o jogador e outros rapazes estavam o perseguindo e o agredindo.

A namorada do atleta amador foi ouvida na Delegacia de Bertioga e disse que o homem, um técnico de refrigeração, se aproximou dela na madrugada, durante uma festa em uma tabacaria na Avenida 19 de Maio, e passou a mão em suas partes íntimas, o que desencadeou a reação do namorado e outras pessoas.

Após ser agredido, o técnico de refrigeração foi jogado em um canal de escoamento a cerca de 800 metros do local da tabacaria e quando saiu voltou a ser perseguido. Ele então correu para uma padaria, onde alega que pegou uma faca para se defender.

O técnico de refrigeração diz que ainda assim o jogador tentou agarrá-lo e então “acabou por cravar a faca em seu peito”.  

Ewerton chegou a ser socorrido para o Pronto-Socorro de Bertioga, mas não resistiu em virtude da gravidade dos ferimentos.

A padaria conta com sistema de monitoramento e as imagens serão analisadas no inquérito policial.

O delegado Marcello Marinho de Oliveira entendeu que há indícios de legítima defesa, razão pela qual não autuou o homem em flagrante pelo homicídio.

Já pelo crime de importunação sexual, o detido foi autuado em flagrante, sendo recolhido ao cárcere.

Clube

O Esporte Clube Rio da Praia (ECRP), onde Ewerton atuava na categoria sub 23, lamentou a morte em posicionamento.

“O dia amanheceu cinza para a nação azul. Faltam palavras para descrever o que todos estamos sentindo nesse momento (...) Toda a força do ECRP para os familiares e amigos!”, afirmou.

 

 

Colunas

Contraponto