GOVERNO SAUDE

Idosa é sequestrada em roubo no estacionamento do Extra, no Canal 2, em Santos

Vítima ficou sob o poder dos criminosos por cerca de uma hora; quadrilha fez compras de mais de R$ 6 mil

Comentar
Compartilhar
22 JAN 2020Por Gilmar Alves Jr.18h51
Fachada do mercado Extra no Canal 2; sem alarde, a vítima foi colocada no banco traseiro de seu carroFoto: Nair Bueno/DL

Uma pensionista de 76 anos foi sequestrada no estacionamento do mercado Extra, na Avenida Bernardino de Campos (Canal 2), no Campo Grande, no final da tarde desta terça-feira (21). Sem alarde, a vítima foi colocada no banco traseiro de seu carro, um Toyota, e ficou sob o poder de dois criminosos por cerca de uma hora em tráfego pela cidade.

Outros criminosos, que estavam fora do carro, também tiveram participação no sequestro-relâmpago e a quadrilha fez compras usando o cartão da vítima que somaram mais de R$ 6 mil.

A pensionista foi libertada por volta das 18h15 na Rua Evaristo da Veiga, no Campo Grande. Um dos criminosos, ao sair do carro, disse para a vítima continuar abaixada no veículo, pois caso contrário atiraria nela. O veículo não foi subtraído. Após a fuga dos bandidos, um grupo de pessoas acionou a PM, que atendeu a vítima e a conduziu ao 7º Distrito Policial.

Na tarde desta quarta, a vítima compareceu ao 2º DP de Santos (Jabaquara) para o registro da ocorrência.

Ela afirma que deixou o carro no mercado para ir a uma consulta médica em um local que não tem estacionamento. Quando retornou. Às 17h, conforme disse, foi abordada por um rapaz que puxou conversando dizendo que alguém tinha batido no carro dele.

Na sequência, segundo a pensionista, um segundo criminoso se aproximou e então o roubo foi anunciado.

O primeiro homem que a abordou colocou a vítima no banco de trás e a manteve sob ameaças de arma de fogo, enquanto o segundo assumiu a direção do automóvel. A vítima teve a cabeça tampada com uma toalha.

A dupla ordenou que a pensionista ficasse quieta e disse que queria o carro “para fazer um serviço”.

O setor de investigações do 2º DP apura a identidade dos criminosos. 

Procurada pelo Diário do Litoral, a rede Extra soube pelo jornal da ocorrência e disse que está "à disposição para colaborar com as autoridades competentes na apuração do caso".