Homem que estava com estivador que morreu em motel de SV deixou local na noite de terça

Causa da morte do trabalhador portuário e identidade do acompanhante ainda são investigadas pela Polícia Civil

Comentar
Compartilhar
05 SET 2019Por Gilmar Alves Jr.19h22
O motel onde o estivador foi encontrado morto fica na Avenida Presidente WilsonFoto: Reprodução

O homem que acompanhava um estivador encontrado morto em um motel de São Vicente, na manhã desta quarta-feira (4), deixou o local a pé pouco antes das 23h da terça-feira (3). A informação foi obtida pelo Diário do Litoral junto à Polícia Civil na noite desta quinta-feira (5).

Até o momento, a causa da morte do trabalhador portuário e a identidade do acompanhante ainda são desconhecidas. As diligências são realizadas pelo setor de investigações da Delegacia Sede de São Vicente.

No corpo do estivador, em uma análise preliminar, não foram encontrados sinais de violência e não havia nenhum indício na suíte de que houve morte violenta, mas nada é descartado.

O motel Vitória Réggia é situado na Avenida Presidente Wilson, no Centro. O estivador e o acompanhante ingressaram a pé no estabelecimento por volta das 15h30 de terça.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), está sendo elaborado o retrato falado do acompanhante da vítima.

Mistério
O corpo foi encontrado por volta das 7h de quarta-feira, após diversas tentativas de contato de funcionários por meio de interfone.

Por meio da porta giratória usada para passar comidas e bebidas no quarto, uma funcionária viu o estivador de bruços e nu deitado na cama.

Inicialmente, por volta das 8h, compareceram ao quarto do motel, de acordo com o registro do caso, dois policiais militares do Serviço Reservado da Polícia Militar.

Eles, porém, não compareceram à delegacia de São Vicente, apesar da solicitação do delegado titular. “Não se sabe se a cena do crime foi mexida, alterada ou algum objeto foi movido ou retirado do local”, consta no registro da ocorrência.

Procurada pela Reportagem, a direção do motel não se manifestou até a conclusão do texto. 

 

Colunas

Contraponto