Homem é preso acusado de estuprar menina de 11 anos em Praia Grande

O acusado chegou a pegar uma enxada para tentar evitar sua contenção por populares

Comentar
Compartilhar
20 OUT 2020Por Gilmar Alves Jr.18h02
O homem foi autuado em flagrante na Delegacia Sede de Praia GrandeFoto: Arquivo/DL

Um homem de 37 anos foi preso em flagrante, na noite desta segunda-feira (19), sob a acusação de estuprar uma estudante de 11 anos no bairro Ribeirópolis, em Praia Grande. O crime ocorreu na casa do acusado e foi flagrado pela irmã dele, que estava do lado de fora da residência, e chegou a ser agredida com socos no rosto por ele ao repreender a conduta criminosa.

A criança, que não é moradora da residência, estava chorando quando a irmã do acusado descobriu o estupro, na sala da casa. A menina logo disse que o acusado passou a mãos nas pernas dela e queria passar a mão na sua boca, falando uma palavra de cunho sexual.

O acusado deixou a residência ao perceber que o crime tinha sido descoberto e ao ser questionado pela irmã sobre o ocorrido confirmou o ataque, segundo o registro da ocorrência. Na sequência ele passou a desferir socos no rosto da irmã, cujas lesões estão confirmadas em laudo médico.

A irmã disse à polícia que o homem apresenta problemas mentais e tem histórico por violência sexual.

Do lado de fora da residência, ele chegou a pegar uma enxada e teria partido para cima de populares que tentavam contê-lo. O grupo de pessoas conseguiu contê-lo até a chegada da Polícia Militar, por volta das 19h30.

Por estar bastante agressivo e aparentando um surto, falando palavras desconexas, o homem foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), inicialmente, para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Samambaia e ao Hospital Irmã Dulce, onde recebeu medicação.

Posteriormente, ele foi levado à Delegacia Sede de Praia Grande, mas não foi interrogado por estar sob efeito dos medicamentos.

Com base em todos os depoimentos colhidos e na materialidade delitiva, o delegado Alex Mendonça do Nascimento autuou o homem em flagrante por estupro de vulnerável consumado, lesão corporal consumada e violência doméstica consumada, sendo os dois últimos crimes contra a irmã.

Nascimento ainda representou pela realização de exame de insanidade mental ao acusado e possível medida cautelar de internação provisória. A continuidade das investigações do caso ficará a cargo da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Praia Grande.