Homem é executado a tiros em Cubatão

O atirador usava uma máscara de lobisomen. O crime ocorreu por volta das 15 horas, na Avenida Brasil, no Jardim Casqueiro. Vítima tinha passagens por roubos e homicídios

Comentar
Compartilhar
31 JAN 201417h28

Um rapaz de 26 anos com passagens por roubos e homicídios foi executado, ontem à tarde, no Jardim Casqueiro, em Cubatão. O atirador foi um homem que usava uma máscara de lobisomem. Para a Polícia Civil, a execução sumária pode ter sido um “acerto de contas” relacionado a crimes.

Wellington Oliveira Vasques conversava com um  amigo em uma loja de autopeças, na Avenida Brasil, quando foi surpreendido pelo atirador, que saiu de um Classic prata. O assassino atirou cinco vezes contra a vítima, que faleceu no local. Após consumar a execução, o criminoso retornou ao carro e fugiu.

Segundo a descrição obtida pela polícia, o atirador estava com bermuda de futebol, camisa regata e tênis, todos da cor preta.

De acordo com o delegado titular do 2º Distrito Policial de Cubatão (Jardim Casqueiro), Paulo Roberto de Queiroz Motta, a vítima era bastante conhecida nos meios policiais devido ao envolvimento com roubos.

A mulher de Wellington afirmou que ele foi até a loja para comprar uma peça de carro. Ela afirma desconhecer o motivo do crime e diz que Wellington não estava recebendo ameaças.

Vítima foi atingida por cinco disparos de pistola (Foto: Matheus Tagé/DL)