X
Polícia

Homem apontado como maior traficante de animais do país é preso em SP

Havia um mandado de prisão em aberto contra ele desde a última terça-feira (14)

Jararaca ilhoa / Divulgação/Polícia Militar Ambiental

Um homem procurado por crimes contra o meio ambiente foi preso em São Paulo no último domingo (19). Segundo a Polícia Militar, Daniel Bertoni de Assunção, 39, é considerado "o maior traficante de animais do país".

Havia um mandado de prisão em aberto contra ele desde a última terça-feira (14). A ordem está relacionada a um processo iniciado em 2018, pela exposição e venda de animais.

A reportagem procurou a Defensoria Pública na União, que atuou na defesa dele durante o processo. No entanto, a instituição não se manifestou até a publicação deste texto.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

No domingo pela manhã, policiais o encontraram na rua José Figliolini, no Jaçanã, zona norte paulistana.

Segundo a PM, Assunção já vinha sendo monitorado e, por isso, uma equipe o procurava pela região.

O processo que resultou na prisão tramitou na 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo. Assunção foi condenado a um ano e seis meses de detenção, em regime inicial semiaberto, por vender animais por meio de um perfil no Facebook.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, ele pôs à venda 26 animais silvestres nativos sem permissão ou licença, sendo 13 deles ameaçados de extinção, a exemplo da jararaca-ilhoa.

A exposição na internet de salamantas (jiboias albinas), corujas, saguis, macacos e um filhote de jacaré ocorreu entre 20 de setembro de 2016 e 17 de fevereiro de 2017. Os animais eram anunciados por valores de R$ 400 a R$ 1.200.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Caminhada da Adoção pretende mobilizar pessoas e informar sobre o tema

Evento acontecerá no dia 10 de julho, na praia do Bairro Canto do Forte, em Praia Grande

Educação

Bertioga abre matrículas para Educação de Jovens e Adultos

As aulas iniciam no segundo semestre, de segunda a sexta-feira, das 19 às 22h30

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software