Governo anuncia medidas após morte de estudante na Imigrantes

Secretário da Segurança Pública disse, em Santos, que serão pedidas mais câmeras e maior iluminação à Ecovias

Comentar
Compartilhar
29 MAI 2016Por Gilmar Alves Jr.08h00
A câmera do trecho onde o crime ocorreu “não se mostrou suficiente” para evitar o crime, diz secretárioA câmera do trecho onde o crime ocorreu “não se mostrou suficiente” para evitar o crime, diz secretárioFoto: Divulgação

O secretário estadual da Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, disse ontem que vai pedir à Ecovias (concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes)  instalação de mais câmeras de monitoramento iluminação mais ampla no trecho da rodovia dos Imigrantes onde o estudante Reinaldo Lima de Souza Junior, 17, foi morto ao ser atingido por uma pedra na noite desta quinta-feira (26).

Barbosa Filho fez o anúncio ao conceder uma entrevista coletiva com autoridades de segurança no Palácio da Polícia, no Centro de Santos.

A quadrilha responsável pela morte do adolescente agiu ao final de muros de três metros  de altura construídos este ano para dar mais segurança entre os quilômetros 58,5 e 59,5. No trecho já existe uma câmera de monitoramento, mas ela “não se mostrou suficiente para evitar aquele tipo de ocorrência”, segundo o secretário.

A Polícia Civil já analisou as imagens captadas, mas informou que não conseguiu verificar os bandidos por meio delas.

“Aquela câmera não tem uma dedicação exclusiva para a segurança dos muros. Ela tem uma dedicação compartilhada. Ela se dedica à segurança viária e à segurança do entorno”.

O secretário diz que a solicitação será de novas câmeras do início ao fim dos muros. “Nós podemos implantar, inclusive, o vídeo analítico que vai possibilitar a detecção de uma situação de risco com pessoas invadindo a pista ou o surgimento de um agrupamento de pessoas por de trás do muro, possibilitando uma reação da polícia no local.

A melhora de iluminação será pedida para um trecho de dois quilômetros a partir do fim dos muros. “Nós vamos querer ali uma iluminação de um outro padrão que possibilite uma maior segurança para os usuários da estrada”, disse o titular da Segurança.

O secretário também disse que vai pedir uma limpeza da área do entorno dos muros. Segundo ele, há uma obra que gera entulho naquele trecho. “Esse entulho pode ser o que foi utilizado para o arremesso dessas pedras nos veículos atingidos.”

Para o retorno deste feriado prolongado, Barbosa Filho garantiu que o patrulhamento será intensificado neste domingo (29) com uso, inclusive, de viatura de duas rodas, visando, segundo ele, “dar uma agilidade maior ainda no atendimento de eventuais ocorrências”.

Inquérito

O delegado Antônio Sérgio Messias, titular de Cubatão, disse que as investigações sobre os autores do crime estão  “bem adiantadas”. “Estamos diligenciando e esperamos nas próximas horas prender esses suspeitos, que serão encaminhados para reconhecimento pelas pessoas que foram vítimas desse fato.”

Messias não divulgou os locais de Cubatão onde as buscas ocorrem para não prejudicar as investigações.

Sentimento

Perguntado ao fim da entrevista sobre qual a mensagem que teria para Helena Amaro, mãe do adolescente morto, o secretário da Segurança disse que tem o sentimento de um pai. “Poderia ser o meu filho, o meu filho frequenta essa estrada. Poderia ser um sobrinho meu. Poderia ser o filho de um amigo. Eu sinto muito.”