SEDUC

Golpe do falso sequestro faz aposentada se hospedar em hotel e perder R$ 12 mil em Santos

Vítima, de 62 anos, ficou mais de 24 horas desaparecida da família para seguir as ordens dos golpistas

Comentar
Compartilhar
30 SET 2019Por Gilmar Alves Jr.18h45
Todas as ligações recebidas pela vítima partiram de telefones com prefixo do RJFoto: Nair Bueno/Diário do Litoral

Um golpe do falso sequestro fez uma aposentada de 62 anos desaparecer da família no final de semana e ter um prejuízo de R$ 12 mil. Por ordem dos golpistas, ela chegou a se hospedar em um hotel no Gonzaga e só parou de cumprir as determinações quando sua conta foi bloqueada pelo banco, a pedido da filha, na manhã desta segunda-feira (30).

A mulher se preparava para depositar mais R$ 26 mil a contas indicadas pelos criminosos na manhã desta segunda.

Moradora do Boqueirão, a vítima registrou boletim de ocorrência no 7º Distrito Policial de Santos na tarde de hoje e relatou que as ligações do falso sequestro partiram de telefones com prefixos do Rio de Janeiro.

A mulher estava sozinha em casa quando começou a ser vítima dos golpistas, por volta da 1h30 deste domingo (29). Na ligação, inicialmente uma mulher disse que a filha da vítima estava sequestrada e machucada. Um golpista então disse que a família da aposentada estava sendo monitorada há tempos e passa a exigir dinheiro e joias.

A vítima relata que fez três transferências, totalizando R$ 12 mil, para contas determinadas pelos golpistas no domingo (29) sem nada comunicar a ninguém, acreditando que a filha estivesse, de fato, sequestrada.

Os telefones usados pelos golpistas eram alternados, segundo a vítima. Ela chegou a comprar dois celulares em uma loja e foi à procura de relógios caros para cumprir mais determinações dos criminosos, mas encontrou lojas fechadas.

O homem que passava as determinações chegou a dizer que a filha da vítima seria libertada em um shopping no Gonzaga, onde os celulares deveriam ser entregues ao final do sequestro.