Estudante que venderia drogas em rave em Guarujá é preso em Santos

Captura foi feita por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos na Avenida Francisco Glicério; ecstasy, skank e mais de R$ 12 mil foram apreendidos

Comentar
Compartilhar
14 JUN 2016Por Gilmar Alves Jr.17h15
O flagrante ocorreu após policiais receberem denúncia em posto de combustíveisO flagrante ocorreu após policiais receberem denúncia em posto de combustíveisFoto: Divulgação/Polícia Cívil

A Polícia Civil prendeu um estudante de classe média, de 27 anos, em flagrante sob a acusação de tráfico de drogas. Vinte e cinco comprimidos de ecstasy estavam com o acusado e seriam vendidos em festa uma rave em Guarujá, segundo a polícia. A prisão, realizada na Avenida Francisco Glicério no último sábado (11), foi divulgada nesta terça (14) pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos.

De acordo com a DIG, policiais da especializada estavam em um posto de combustíveis na esquina das avenidas Francisco Glicério e Ana Costa quando receberam uma denúncia sobre o estudante, que chegaria em poucos minutos ao estabelecimento e seguiria para uma festa. O carro do rapaz, um Fox preto, foi descrito pelo denunciante.

Os policiais permaneceram no local e surpreenderam o estudante assim que ele chegou ao posto. Ao perceber que seria preso, o rapaz correu pela Francisco Glicério, jogou um saco plástico com skank (derivado da maconha com efeito concentrado) no chão, tropeçou e caiu, sendo contido.

Após a apreensão do ecstasy e da porção de skank, os investigadores, sob o comando de Paulo Carvalhal e do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, seguiram para o apartamento do estudante na Avenida Epitácio Pessoa, na Ponta da Praia. No imóvel, os policiais apreenderam mais 175 comprimidos de ecstasy, skank a granel, mais de R$ 12 mil, 20 euros, US$ 2 e o celular do rapaz.