Estado de saúde de PM baleado na cabeça em São Vicente é grave

O sargento Everton Silva Dias participava ação prévia de Força-Tarefa para remoção de construções irregulares

Comentar
Compartilhar
07 MAI 2019Por Da Reportagem16h00
Everton Silva Dias está internado no Hospital Municipal de São Vicente

Baleado na cabeça na manhã desta terça-feira (7) ao participar de uma ação prévia da Polícia Militar para desocupações nos diques Piçarro e Caixetas, em São Vicente, o sargento da corporação Everton Silva Dias, de 42 anos, foi submetido a uma cirurgia e seu estado de saúde é considerado grave. 

Ele está internado no Hospital Municipal de São Vicente. De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, apesar do estado grave, o quadro é estável. 

Dois acusados de receber os policiais a tiros foram baleados no revide e chegaram mortos ao hospital. São eles um adulto de 22 anos e um adolescente de 16. Na mochila do adulto foram apreendidos rádio comunicador, dinheiro e drogas. 

Os criminosos, segundo a PM, estavam em um beco quando começaram a atirar contra os policiais, que estavam na Rua Haiti. 

Mesmo com a ocorrência, a Polícia Militar decidiu manter a ação naquela região para cumprir liminar da Justiça Federal com alvo no combate a ocupações irregulares. A PM dá apoio à Prefeitura para a entrada de máquinas e caminhões que realizam o trabalho de limpeza e “congelamento” da área.

“A ação não envolve moradias, apenas a remoção de cocheiras, garagens e comércios irregulares construídos em torno do Dique das Caixetas. Antes da operação, os proprietários desses locais já haviam sido notificados recebendo prazo para a eliminação desses espaços, o que não foi atendido por todos”, diz a Prefeitura, em nota. 

A Administração Municipal destacou que “a remoção desses espaços irregulares permitirá a limpeza do canal, antiga reivindicação dos moradores, o que poderá minimizar os alagamentos naquela área”.

Colunas

Contraponto