X

Polícia

Em tentativa de abordagem, policial militar mata motorista de uber com tiro na cabeça

A secretaria não informou o motivo de o policial estar com a arma na mão nem de ela estar apontada para o motorista.

Estadão Conteúdo

Publicado em 03/11/2018 às 09:27

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O policial militar alegou que o tiro foi acidental. / Divulgação

Um policial militar em serviço deu um tiro na cabeça de um motorista de Uber durante uma tentativa de abordagem policial e o matou. Ele afirmou que o tiro foi acidental, foi indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar) e foi liberado após prestar depoimento à Polícia Civil. 

O caso, ocorrido às 16h20 desta quinta-feira, 1º, em uma rua do Jardim São Luís, zona sul de São Paulo, é investigado pela Corregedoria da Polícia Militar.

A Secretaria Estadual da Segurança Pública, que não divulgou o nome do policial, afirmou que ele entregou sua pistola e que a Polícia Técnico-Científica está produzindo laudos sobre o caso. Segundo o governo do Estado, uma equipe da Polícia Militar fazia patrulhamento de rotina quando suspeitou do Honda Fit guiado por Caio Rodrigo Medina Vaz Amâncio, de 24 anos. Ao emparelhar o carro da polícia com o veículo suspeito, o disparo acidental foi efetuado.

A secretaria não informou o motivo de o policial estar com a arma na mão nem de ela estar apontada para o motorista.

Ao perceber o disparo, e também que o motorista havia sido atingido, os policiais pediram socorro ao Corpo de Bombeiros. Mas, quando resgate chegou, Amâncio já havia morrido. A Polícia Civil requereu perícia no local do crime e um inquérito foi instaurado.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Saiba tudo sobre os investigados do Litoral detidos pelo Gaeco

Em entrevista coletiva, Ministério Público de São Paulo explicou a relação dos investigados com o esquema ligado ao PCC

ENTENDIMENTO

Mudança de entendimento do STF motivou cobrança nos terminais portuários

Essa decisão revisou o entendimento anterior do próprio STF, de 2002

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter