Dono de barraca de churrasco em Cubatão é sequestrado, assaltado e agredido

Vítima, de 51 anos, foi atingida por coronhadas na cabeça e no tórax

Comentar
Compartilhar
06 NOV 2019Por Gilmar Alves Jr.19h16
O caso foi registrado na Delegacia Sede de CubatãoFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo/Diário do Litoral

O dono de uma barraca de churrasco situada em Cubatão foi sequestrado, assaltado e agredido com coronhadas na cabeça e no tórax na madrugada de terça-feira (5). Ao menos quatro criminosos participaram do delito e disseram à vítima que planejaram a ação por nove meses. O bando afirmou que mataria o comerciante, caso ele “não colaborasse”.

O comerciante, que atua sob um viaduto na Avenida Engenheiro Plínio de Queiroz, no Jardim São Marcos, têm o hábito de deixar funcionários em suas casas, após o término da jornada de trabalho, e foi rendido na Vila Natal, enquanto deixava um último funcionário, por volta da 1h.

Quando o funcionário desembarcava do carro do patrão, um Siena, os bandidos chegaram em um carro que aparentava ser um Celta preto e anunciaram o assalto, exibindo armas de fogo.

O funcionário correu, com o intuito de acionar a polícia, enquanto o patrão foi dominado por três dos ladrões, que colocaram a vítima no banco traseiro e a encapuzaram.

O comerciante foi levado até um matagal em São Vicente, onde os criminosos exigiram dinheiro. O homem entregou R$ 3,5 mil que estavam em seu bolso. Um quarto criminoso pegou as chaves da casa da vítima, situada em Cubatão, e foi até o imóvel, subtraindo um cofre e diversas mercadorias, incluindo 40 quilos de contrafilé.

Ao final do crime, o bando libertou a vítima em seu carro .

O comerciante compareceu à Delegacia Sede de Cubatão, onde prestou as informações para o registro do caso, e devido aos ferimentos foi conduzido ao Pronto-Socorro Central.