Dois são presos e mais de 600 porções de drogas são apreendidas em Itanhaém

Agentes da Dise abordaram carro onde três suspeitos de trabalhar para o tráfico de drogas da cidade foram detidos

Comentar
Compartilhar
07 AGO 2019Por LG Rodrigues11h55
Mais de 600 porções de drogas foram localizadas por agentes da Dise em ItanhaémFoto: Divulgação/Polícia Civil

Agentes da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (DISE) de Itanhaém prenderam nesta terça-feira (6) dois homens e apreenderam um menor de idade no bairro Belas Artes por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas do município.

De acordo com informações da Polícia Civil, uma das equipes da DISE encontrou os três suspeitos após realizar investigação de campo. O trio foi localizado dentro de um Ford Fiesta de cor vermelha que trafegava na rodovia Marginal Direita, no próprio bairro Belas Artes.

Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil e do Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo do Interior (Deinter-6), Felipe Andrew Madureira, de 23 anos, e Rafael da Silva Fagundes, de 28 anos, foram abordados enquanto conduziam o automóvel que também transportava um menor que tem 15 anos de idade.

Ao realizar uma revista no interior do carro, as autoridades encontraram uma sacola plástica que armazenava 213 trouxas de maconha, 133 pinos contendo cocaína, 297 pedras de crack e seis vidros de lança perfume.

Ao serem interrogados, um dos suspeitos de tráfico confessou que o trio estava no automóvel se deslocando para outra região de Itanhaém com o objetivo de abastecer um ponto de drogas. Além dos entorpecentes, os policiais também apreenderam três aparelhos de telefone celular, sendo que um estava com a tela danificada, R$ 54,00 em dinheiro vivo e o próprio carro usado pelos três suspeitos no momento em que foram abordados pelos agentes da DISE.

Tanto Rafael da Silva quanto Felipe Andrew receberam voz de prisão logo após terem confessado o crime. Eles foram presos em flagrante e encaminhados para a carceragem de Itanhaém onde permanecerão à disposição da Justiça. Já o menor de idade foi detido.

 

Colunas

Contraponto