Dois policiais civis são baleados em São Vicente

Eles participavam de uma operação para combater crimes diversos quando foram alvos do atentado, no Dique do Piçarro

Comentar
Compartilhar
26 ABR 2018Por Gilmar Alves Jr.19h03
A operação, em seis cidades da Baixada Santista, apreendeu mais de 100 quilos de drogas em 24hFoto: Gilmar Alves Jr./DL

Dois policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos foram baleados na manhã desta quinta-feira (26), no Dique do Piçarro, em São Vicente, durante uma operação para combater crimes diversos na Baixada Santista.

Após o atentado, policiais de diversas unidades da Seccional de Santos deram apoio à DIG nas buscas pelos criminosos. Um helicóptero da corporação foi acionado para auxiliar nas buscas. Até a noite desta quinta, nenhum dos envolvidos havia sido preso.

Os dois investigadores e um terceiro policial faziam uma incursão no dique para cumprir um mandado de prisão de um procurado por homicídio quando foram recebidos a tiros por dois homens, inicialmente.

A equipe da DIG prosseguiu a incursão e um terceiro criminoso realizou os disparos que atingiram os investigadores.

Um policial foi atingido por dois disparos: um que atingiu a axila direita e chegou até o antebraço esquerdo dele e outro que atingiu um dos pés. Ele segue internado. O outro investigador ferido foi atingido no pé direito. Após receber atendimento médico, ele foi liberado e se recupera em casa.

O delegado seccional de Santos, Manoel Gatto Neto, lamentou o atentado e disse que denúncias já foram recebidas.

"Nós já estamos recebendo informações sobre a possível autoria desse atentado contra os nossos três policiais, que estavam no legítimo cumprimento do seu dever, estavam em missão, no trabalho policial, todos eles com coletes", declarou.

Ainda segundo Gatto Neto, os policiais "marcaram bem a fisionomia dos atiradores". "São capazes de reconhecer com facilidade", disse o delegado.

O delegado seccional de Santos, Manoel Gatto Neto (ao centro), disse que denúncias sobre a possível autoria do atentado já foram recebidas (Foto: Gilmar Alves Jr./DL)

Operação detém 218 pessoas em 24h

A operação deflagrada pela Delegacia Seccional para combater crimes diversos foi iniciada às 11h de quarta-feira e durou 24 horas. Foram detidas 218 pessoas nas cidades de Santos, São Vicente, Praia Grande, Cubatão, Guarujá e Bertioga.

Os policiais retiraram de circulação mais de 116 quilos de drogas, entre maconha, cocaína e crack, e 35 litros de lança-perfume .

Gatto Neto ressaltou a importância do trabalho para reduzir indicadores criminais. Ele apresentou os resultados da operação ao lado dos delegados Carlos Topfer Schneider, titular de São Vicente, e Carlos Henrique Fogolin de Souza, titular de Praia Grande.

Saíram a campo 167 policiais, que usaram 63 viaturas.

Entre os 218 detidos, estão 62 pessoas presas por mandado, 18 adultos presos em flagrante, 18 menores apreendidos e 120 pessoas detidas por crimes de menor potencial ofensivo, que são liberadas após o registro de Termos Circunstanciados (TCs).