Dois meninos são vítimas de tentativa de estupro após serem rendidos na Zona Noroeste

Um homem armado em um carro preto colocou os estudantes, de 9 e 12 anos, no veículo e os levou a um terreno em São Vicente, onde tentou estuprá-los

Comentar
Compartilhar
03 MAI 2017Por Gilmar Alves Jr.18h48
O caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de SantoO caso foi registrado na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de SantoFoto: Matheus Tagé/DL

Dois estudantes, de nove e 12 anos, foram vítimas de uma tentativa de estupro na terça-feira (2) após serem rendidos por um homem em um carro preto na Areia Branca, em Santos. Os meninos foram levados no banco de trás do veículo a um terreno em São Vicente, onde o maníaco os retirou do carro e tentou atacá-los. Os estupros só não se consumaram porque o estudante de 12 anos conseguiu dar uma chute no criminoso, o que possibilitou a fuga do garoto e do colega. 

Os dois meninos seguiram a pé de São Vicente até a Zona Noroeste, segundo relatou a avó do garoto mais novo, uma recepcionista de 59 anos, ao Diário do Litoral.

"Quando ele chegou em casa não conseguia falar e chorava muito. Só tremia", declarou ela. 

O estudante contou para a avó que no caminho para São Vicente o criminoso chegou a cumprimentar uma pedestre que o reconheceu no trânsito. "Acredito que ele é da região", afirma a recepcionista. 

A avó relata que o neto não irá mais ir ou voltar à escola sem ser acompanhado pelos responsáveis e passará por tratamento psicológico. No momento da abordagem do maníaco, às 17h15, de terça-feira, os dois estudantes retornavam pela Rua Francisco Lourenço Gomes Júnior de uma atividade esportiva na escola. 

Devido às ameaças de morte feitas pelo criminoso, que dizia que iria matar toda a família das duas crianças caso elas gritassem ou reagissem, o garoto segue muito tenso. "Ele ainda tem medo que o criminoso faça mal para nós", afirma a recepcionista. 

Investigação

O caso foi registrado no final da noite de terça-feira (2) na Central de Polícia Judiciária (CPJ) e deverá ser investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). 

Conforme a descrição do garoto, o criminoso é manco, branco, não tem um dente frontal e seu cabelo é curto e encaracolado. Ele pesa cerca de 85 quilos e tem aproximadamente 1,82m. 

Informações que ajudem nas investigações podem ser transmitidas pelo telefone 181 (Disque-Denúncia). Não é necessário se identificar.