Desaparecidos em agosto, amigos foram julgados por ‘tribunal do crime'

De acordo com a conclusão da Corregedoria da Polícia Civil, os dois amigos participaram de uma reunião com traficantes e depois desapareceram

Comentar
Compartilhar
28 OUT 2020Por Gazeta de S. Paulo16h15

Dois jovens, que estão desaparecidos desde agosto, foram levados por traficantes para serem julgados por um "tribunal do crime" na zona leste da Capital. Isso aconteceu após eles serem extorquidos por policiais civis, segundo a conclusão da Corregedoria da Polícia Civil.

Dois investigadores de uma delegacia da zona leste foram indiciados por corrupção passiva na semana passada. Eles são acusados de cobrarem propina dos adolescentes no dia 11 e 18 de agosto. De acordo com o inquérito, os policiais do 59º Distrito Policial (DP) pediram R$ 30 mil para devolverem uma mochila com drogas e não prender um dos desaparecidos.

Entretanto, o processo não os responsabilizou pelo desaparecimento dos amigos. Ainda de acordo com o inquérito, o provável é que outros traficantes estejam envolvidos diretamente com o sumiço deles.

Uma organização criminosa ofereceu parte do dinheiro exigido e depois mais R$ 2 mil, que não foram pagos, segundo o texto. Após a devolução da droga, a organização chamou os dois amigos para uma reunião no dia 19 de agosto, data em que os meninos não foram mais vistos.

Investigação

Existe uma investigação realizada pelo Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) com objetivo de investigar o desaparecimento dos rapazes e saber quem pode estar envolvido no desaparecimento deles.

“Agora as investigações sobre o desaparecimento terão continuidade pela delegacia de desaparecidos do DHPP. Que tenta identificar os criminosos envolvidos no desaparecimento e numa possível execução”, afirmou o membro do Grupo Tortura Nunca Mais e do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (Condepe), Ariel de Castro Alves.

Segundo o departamento, um dos jovens trabalhava para o tráfico e usava maconha. O outro também tinha ligação com traficantes.