Decretada prisão preventiva de 3 assaltantes de Cotiporã, no RS

Eles foram identificados como Luciano da Silveira, 34 anos, Dejair dos Reis, 39 anos, e Carlos dos Santos, de 40 anos.

Comentar
Compartilhar
04 JAN 201322h22

A Justiça de Bento Gonçalves, na região serrana de Porto Alegre, decretou nesta sexta-feira a prisão preventiva de três dos oito assaltantes que explodiram a entrada de uma fábrica de joias em Cotiporã e fizeram 15 reféns em diferentes momentos da fuga em direção à região metropolitana de Porto Alegre.

Eles foram identificados como Luciano da Silveira, 34 anos, Dejair dos Reis, 39 anos, e Carlos dos Santos, de 40 anos.

A ação da quadrilha aterrorizou a cidade de quatro mil habitantes, localizada no nordeste do RS. Depois do ataque, o grupo levou sete pessoas como escudos humanos. Em um confronto com a polícia, três assaltantes morreram e cinco reféns foram libertados.

Na sequência, os fugitivos invadiram uma casa e sequestraram mais sete pessoas. Todos os nove reféns foram abandonados dentro de uma mata. Na quarta-feira (02) quatro remanescentes do grupo atravessaram o rio das Antas e obrigaram um agricultor a levá-los até São Vendelino, onde foram resgatados por comparsas. O quinto ainda estaria escondido nas matas da região do assalto.