VLI DESKTOP TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Cuidado: Santos registra duas ‘saidinhas de banco’ em 1h na tarde de terça-feira

Os delitos, cometido por duplas em motos, ocorreram no Jabaquara e no Embaré; a vítima rendida no segundo bairro reagiu e lutou com um dos bandidos

Comentar
Compartilhar
12 FEV 2020Por Gilmar Alves Jr.17h48
Um homem que tinha sacado R$ 4 mil foi rendido na Rua Liberdade, próximo a esta rotatória e lutou com um dos ladrõesFoto: Reprodução/Google Maps

Criminosos em motocicletas cometeram duas “saidinhas de banco” em Santos na tarde desta terça-feira (11). Os crimes – um consumado e outro tentado – ocorreram em um intervalo de uma hora, sendo o primeiro por volta das 13h30, no Jabaquara, e o segundo por volta das 14h30, no Embaré. Os delitos estão sob investigação da Polícia Civil.

No caso ocorrido no Embaré, a vítima, um operador de telecomunicações de 34 anos, lutou com um dos bandidos e chegou a ser golpeada no rosto e no corpo, mas evitou que R$ 4 mil sacados naquela tarde fossem roubados.

O operador de telecomunicações foi abordado enquanto caminhava pela Rua Liberdade, após sacar a quantia em uma agência na Avenida Pedro Lessa. A dupla chegou em uma Honda CG vermelha e exigiu a entrega do dinheiro sacado e pertences mediante graves ameaças, mas sem exibir armas de fogo.

A vítima lutou com o homem que saiu da garupa. Ainda na tarde de terça, o operador compareceu ao 3º DP de Santos para registrar o crime.

A “saidinha de banco” consumada no Jabaquara ocorreu na Rua Manoel do Nascimento Junior. Uma senhora de 58 anos e o filho, um autônomo de 20, caminhavam pela via quando foram abordados por dois ocupantes de uma Honda preta, havendo grave ameaça com arma de fogo.

O ladrão que desembarcou da garupa na abordagem subtraiu do autônomo R$ 1,2 mil, cartões bancários e um celular. O dinheiro fora sacado em uma agência na Avenida Conselheiro Nébias. O caso foi registrado no 2º DP.

A Polícia Militar orienta que se for necessário saque de elevada quantia em banco o usuário de banco leve mais pessoas para a guarda do valor em diferentes bolsos. 

Morte de empresária

A empresária Virginia Tavares Ramos, de 38 anos, foi morta a tiros ao ser vítima de uma “saidinha de banco” no último dia 3, no Jardim Las Palmas, em Guarujá.

O criminoso acusado de atirar na vítima foi preso em flagrante e outros dois suspeitos também foram capturados ao longo das investigações.

Virginia era esposa do ex-candidato a governador de São Paulo Claudio Fernando Aguiar, o professor Claudio Fernando (PMN).