Corretor de imóveis é vítima de sequestro-relâmpago em Mongaguá

Homem só foi libertado após os bandidos tentarem realizar diversos saques bancários

Comentar
Compartilhar
13 ABR 2017Por Gilmar Alves Jr.23h05

Um corretor de imóveis de 39 anos foi vítima de sequestro-relâmpago, em Mongaguá, no final da noite de quarta-feira. Rendido quando chegava em casa de carro, na Vila Oceanópolis, o homem foi levado até Praia Grande, onde só foi libertado após os bandidos tentarem realizar diversos saques bancários. Ele não sofreu ferimentos.

A vítima contou à Polícia Civil que três bandidos, dois deles com armas de fogo, participaram do crime. Ao ser rendido no carro da empresa em que trabalha, o corretor foi colocado no banco traseiro do automóvel.

Os bandidos pararam diversos caixas eletrônicos para tentar realizar saques com os cartões de crédito da vítima, mas não conseguiram devido à falta de saldo.

O trio abandonou o corretor no veículo na Vila Antártica. Eles fugiram levando o celular, cartões bancários e R$ 400,00 da vítima.