Corpo de PM desaparecido é encontrado em cemitério clandestino em Cubatão

O local onde o corpo foi encontrado segue preservado pela perícia e o caso foi apresentado à Delegacia Sede da cidade

Comentar
Compartilhar
16 JAN 2021Por Da Reportagem15h37
O corpo do policial militar Bruno de Oliveira Gibertoni, de 30 anos, foi encontrado em um cemitério clandestino no bairro Vila Esperança, em Cubatão.Foto: Reprodução/Redes sociais

O corpo do policial militar Bruno de Oliveira Gibertoni, de 30 anos, foi encontrado em um cemitério clandestino no bairro Vila Esperança, em Cubatão, na manhã desse sábado (16). A região é conhecida como Ilha Bela e o acesso só é possível de barco, por ser um local de mangue. A vítima estava com as mãos amarradas e, segundo a PM, com marcas de tiro. O local é conhecido por ser utilizado para a desova de corpos de uma organização criminosa. O PM estava enterrado em uma cova rasa.

Gibertoni estava desaparecido desde a noita da última terça-feira, dia 12, quando saiu de casa (em Praia Grande) para assistir ao jogo do Palmeiras pela Libertadores em um bar em São Vicente. Ele iria trabalhar no dia seguinte, pela manhã, em São Bernardo do Campo. Mas colegas do 6º BPM da cidade entraram em contato com a família dizendo que o policial não havia chegado. Foi confirmado, então, o desaparecimento.

O local onde o corpo foi encontrado segue preservado pela perícia e o caso foi apresentado à Delegacia Sede de Cubatão.