SEDUC

Conexão Jardins/Baixada no tráfico de drogas é desmantelada

Empresária, policial militar, taxista e outros dois homens foram presos na capital

Comentar
Compartilhar
11 OUT 2019Por Gilmar Alves Jr.21h08
Trata-se de um esquema criminoso complexo", afirmou o delegado Fabiano Barbeiro, do DeicFoto: Divulgação/Polícia Civil

Uma conexão entre um escritório nos Jardins, região nobre da zona oeste de SP, e a Baixada Santista para o tráfico de cocaína foi desmantelada na noite de quinta-feira (10) pela Polícia Civil, o que resultou na prisão em flagrante de cinco pessoas: a empresária responsável pelo escritório, um policial militar, que é ex-jogador de futebol, um taxista e outros dois homens.

O flagrante foi feito por policiais civis do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), que monitoravam as atividades da organização criminosa e montaram uma campana para flagrar o tráfico.

Conforme apuraram os policiais, a droga era levada ao prédio comercial onde funciona o escritório, na Alameda Santos, para ser negociada pela empresária e revendida.

O policial militar e um outro homem, em um Mercedes-Benz, foram ao prédio para vender 30 quilos de cocaína para a empresária, conforme apuraram os policiais. O carro era seguido por um táxi.

"O táxi deixou o edifício poucos minutos depois e o motorista foi abordado pela equipe. As buscas no veículo resultaram na apreensão de sete quilos de cocaína", informou a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Os policiais apuraram com o homem que a droga seria levada para Guarujá.

Em uma sala de reuniões no prédio comercial os policiais prenderam a empresária, o PM e o homem que o acompanhava na negociação. Foram apreendidos 23 quilos de cocaína, R$ 258 mil e duas armas de fogo. Depois, os policiais localizaram um quinto envolvido.

"Vamos dar continuidade às investigações para elucidar todo este esquema criminoso", afirmou, em entrevista coletiva, o delegado Fabiano Barbeiro.