Comerciante é vítima de sequestro-relâmpago no Bolsão 8, em Cubatão

Mulher foi mantida refém em seu carro; bandido exigiu que a mulher tentasse sacar dinheiro em caixas eletrônicos

Comentar
Compartilhar
09 SET 2019Por Gilmar Alves Jr.19h12
Mulher só foi libertada em São Vicente, onde o caso foi registrado na Delegacia SedeFoto: Reprodução

Uma comerciante de 27 anos foi mantida refém em seu carro, na madrugada desta segunda-feira (9), ao ser vítima de um sequestro-relâmpago. Ela foi rendida no Jardim Nova República (Bolsão 8), em Cubatão, e recebeu ameaças de morte, com arma de fogo, para que tentasse sacar dinheiro em caixas eletrônicos, sendo libertada somente no Catiapoã, em São Vicente.

A vítima não ficou ferida. O ladrão fugiu e sua identidade é investigada pela Polícia Civil.

O sequestro-relâmpago foi iniciado após a vítima deixar, de carro, um funcionário na casa dele, na Rua Dois, no Nova República. Um Gol preto fechou o carro da comerciante, um Voyage prata, e do primeiro carro desembarcou o criminoso, com uma arma de fogo prateada.

Diante da abordagem, a mulher saiu do carro e achou que somente o veículo seria levado. O bandido assumiu a direção do automóvel e ordenou que a mulher voltasse para o carro, no bando de passageiro dianteiro.

De imediato, o criminoso subtraiu R$ 350,00 da mulher e passou a rodar com o veículo, exigindo que a mulher sacasse dinheiro em caixas eletrônicos, o que ela não conseguiu consumar.

O bandido ainda se apoderou, no trajeto, de um anel e da pulseira da comerciante.  No bairro Catiapoã, em São Vicente, por volta das 2h, o criminoso libertou a mulher sob a condição de que ela andasse sem olhar para trás. Caso contrário, conforme ele ameaçou, atiraria nela.

O criminoso abandonou o veículo na Rua Luiz Panzoldo Neto e fugiu, ao que tudo indica, no mesmo Gol preto.

Com auxílio de pessoas, a vítima conseguiu contato com a Polícia Militar e familiares, sendo conduzida à Delegacia Sede de São Vicente, onde o caso foi registrado.

Colunas

Contraponto