Comandante de UPP de Manguinhos continua internado

O oficial foi baleado na perna durante uma manifestação na noite de ontem, na comunidade. Segundo a assessoria de imprensa da Coordenadoria de Polícia Pacificadora, Toledo passa bem

Comentar
Compartilhar
21 MAR 201413h21

O comandante da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) de Manguinhos, na zona norte da cidade do Rio, capitão Gabriel Toledo, continua internado, em observação, no Hospital Central da Polícia Militar. Segundo a assessoria de imprensa da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP), Toledo passa bem.

O oficial foi baleado na perna durante uma manifestação na noite de ontem, na comunidade. Ele foi levado inicialmente para o Hospital Federal de Bonsucesso, medicado e, depois, encaminhado ao Hospital da Polícia Militar.

Durante o protesto, outro policial militar, não identificado, foi ferido com uma pedrada na cabeça. Depois de medicado no hospital, ele foi liberado.

Na noite de ontem, moradores fizeram um protesto em Manguinhos, contra a desocupação de um prédio ao lado da Distribuidora de Suprimentos Disup, para obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), na Avenida Leopoldo Bulhões.

Criminosos teriam se infiltrado na manifestação e atacado os policiais. Cinco bases e dois carros da UPP na região foram incendiados. Tiroteios e ataques às UPPs também foram registrados nos complexos do Lins e do Alemão, e na comunidade de Camarista Méier, na zona norte.