Com auxílio de cães, Receita apreende 523 kg de cocaína no Porto de Santos

Com esta apreensão, chega a 12,1 toneladas a quantidade deste tipo de droga recolhida no ano no cais santista

Comentar
Compartilhar
01 JUL 2019Por Gilmar Alves Jr.15h15
O entorpecente foi encontrado em carga de tambores de suco de laranja congeladoFoto: Divulgação/Receita Federal

Com análise de imagens de monitoramento e uso de cães de faro, agentes da Alfândega da Receita Federal apreenderam neste domingo (30) 523 quilos de cocaína no Porto de Santos. Com esta apreensão, chega a 12,1 toneladas a quantidade deste tipo de droga recolhida pelas autoridades federais no cais santista em 2019.

De acordo com a Receita, na mais recente apreensão a droga foi localizada em uma carga de tambores de suco de laranja congelado, acondicionados em três contêineres. O destino seria o Porto de Roterdã, na Holanda.

"No contêiner contaminado foram encontradas, junto à porta, 12 (doze) bolsas contendo tabletes de cocaína, com peso bruto total de 523 quilos da droga", detalhou a Receita.

Para a ação, os agentes analisaram as imagens da Central de Operações e Vigilância (COV) da Alfândega, durante uma ação rotineira, o que motivou a verificação de campo e o acionamento dos cães de faro.

"Pela disposição das bolsas no interior do contêiner, suspeita-se da técnica criminosa denominada 'rip-on/rip-off', em que a droga é inserida em uma carga lícita sem o conhecimento dos exportadores e importadores", disse a Receita.

A droga interceptada foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Federal (PF) de Santos, que prosseguirá com as investigações.

2018

Em 2018, 23,1 toneladas de cocaína foram apreendidas no Porto de Santos, o que representou um recorde histórico. Em 2017, foram 11,5 toneladas recolhidas e, em 2016, 10,6 toneladas. 

Colunas

Contraponto