CDP de São Vicente continua recebendo presos

Liminar determinou na segunda que a unidade não receba mais preso; Secretaria da Administração Penitenciária informou que ainda não foi citada até a noite desta terça (27)

Comentar
Compartilhar
27 JUN 2017Por Gilmar Alves Jr.20h57
Dados de segunda-feira indicam 2.099 presos no CDP, que tem capacidade para 842Dados de segunda-feira indicam 2.099 presos no CDP, que tem capacidade para 842Foto: Matheus Tagé/DL

O Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente continua recebendo presos após uma decisão provisória da Justiça (liminar), de segunda-feira (26), impedir a entrada de novos detentos devido à superlotação. A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou, por meio de nota, que não foi citada até a noite desta terça-feira (27).

O Diário do Litoral apurou junto à Polícia Civil que o trâmite para encaminhamento de presos ao CDP seguia normal nesta terça-feira. Questionada pelo jornal sobre a quantidade de detentos que ingressou na unidade hoje, a SAP nada informou.

Dados que constam no site da SAP indicam que até segunda-feira (26) o CDP abrigava 2.099 presos, tendo capacidade para 842.

A decisão da Vara da Fazenda Pública de São Vicente para impedir a entrada de novos detentos no CDP acatou pedido do Ministério Público, que identificou até problema de falta de colchões devido ao excesso de detentos.

Recurso

A SAP informou que após ser citada irá interpor recurso através da Procuradoria-Geral do Estado (PGE), “tendo em vista que a não permissão de entrada de presos na unidade penal poderá acarretar a permanência de detentos em cadeia públicas e distritos policiais da Baixada Santista”.