Casal de comerciantes chineses é internado após assalto a pastelaria em Mongaguá

Comerciante chegou a usar um cutelo para reagir ao crime, mas foi atingido com coronhadas na cabeça

Comentar
Compartilhar
23 FEV 2021Por Gilmar Alves Jr.18h12
Vítimas foram internadas para observação no pronto-socorroFoto: Dyego Gonçalves/Prefeitura de Mongaguá

Um casal de comerciantes chineses precisou de atendimento médico no Pronto-Socorro Central de Mongaguá após sofrer agressões, na segunda-feira (22), durante um assalto cometido por dois criminosos em uma pastelaria. 

O comerciante, de 35 anos, chegou a usar um cutelo para reagir ao crime, no início da tarde, mas foi atingido por um dos ladrões com coronhadas na cabeça. 

O comparsa, logo depois, atingiu, com tiros de pistola, a parede e o teto da pastelaria, situada na Avenida Marina. Os assaltantes escaparam na sequência e a identidade deles é investigada por policiais da Delegacia Sede de Mongaguá. 

Eles fugiram levando cerca de R$ 700 em cédulas, documentos e a chave da residência do casal. Deixaram cair no trajeto de fuga um carregador de pistola com 15 cartuchos, uma correntinha de metal e uma pistola airsoft. 

O roubo foi iniciado pouco depois das 13h. Não havia clientes no estabelecimentos e o casal foi rendido mediante graves ameaças, sendo amarrado com lacres "enforca gato". 

Na sequência, a dupla passou separar o dinheiro e os demais itens a serem roubados. Em dado momento o comerciante rompeu o lacre que amarrava seus pulsos e ao pegar o cutelo enfrentou os assaltantes, mas foi foi dominado e atingido pelas coronhadas. 

Uma testemunha escutou os tiros e viu um dos bandidos correndo no sentido morro. Ela ainda auxiliou o casal e acionou a Polícia Militar. 

Conforme foi apurado pela polícia, o apartamento do casal não chegou a ser invadido pelos bandidos na fuga. 

Ferimentos

As vítimas, segundo informou a Prefeitura de Mongaguá, deram entrada à 1h29 desta terça-feira e tiveram alta às 3h07. 

O comerciante sofreu edema bilateral no punho, hematoma na face e diversas escoriações superficiais. 

Já a mulher dele, de 33 anos, apresentou edema na região frontal da face e couro cabeludo. Também teve escoriações superficiais no tronco e membros superiores, segundo a Prefeitura.