Carro de repórter fotográfico é achado em Mongaguá

Buscas da Polícia Civil sobre o paradeiro de Paulo Freitas, de 57 anos, prosseguem de modo ininterrupto

Comentar
Compartilhar
01 OUT 201322h35

Após uma denúncia, foi localizado hoje (01), no Centro de Mongaguá, o veículo do repórter fotográfico Paulo Jorge de Freitas, de 57 anos, cujo paradeiro é desconhecido desde a noite do último sábado. O carro, um Ford Fiesta preto, de placas FEL-1710, estava trancado e estacionado de forma regular em uma via, conforme conta o filho do jornalista Eduardo Henrique Silva Freitas.

O veículo foi levado para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itanhaém, onde estão concentradas as apurações sobre o desaparecimento.

A DIG divulgou que o último local em que Freitas foi visto, no sábado, foi em um bar na Estrada do Rio Preto, em Itanhaém. O jornalista esteve no estabelecimento com um amigo até as 21 horas. Essa testemunha já foi interrogada pela DIG e está descartado seu envolvimento no desaparecimento.

As diligências ocorrem de modo ininterrupto. Na noite de hoje, as buscas estão sendo acompanhadas pela esposa e pelo filho do jornalista, em Itanhaém.

Último contato - Jornalista telefonou para a esposa na noite do último sábado (28) (Foto: Matheus Tagé/DL)

Mistério

Freitas, que reside em Santos, foi para Itanhaém, no final de semana, para resolver assuntos relacionados à escritura de uma chácara que vendeu para um casal, no bairro Balneário Gaivota. Por volta de 19 horas do sábado, o jornalista realizou o último contato com familiares, informando que dormiria na chácara e retornaria para Santos no domingo.

O casal de Itanhaém que hospedaria o jornalista confirma que ele esteve na chácara, na tarde de sábado, mas informa que ele não retornou de noite, como havia sido combinado. (Colaborou Jonas de Morais)