Cantor assassinado registrou boletim de ameaça em 2012

Daniel Nunes Aquino, de 25 anos, foi executado com um tiro nas costas em frente a um bar, após uma apresentação musical

Comentar
Compartilhar
30 MAR 201520h58

O músico Daniel Nunes Aquino, de 25 anos, executado na madrugada desta segunda-feira (30), em Santos, registrara em 2012 boletim de ocorrência de ameaça contra Thiago Batista de Barros, o Chupeta, de 30 anos. Chupeta é apontado pela Polícia Civil, agora, como autor da morte de Dan Nunes, que foi atingido por um tiro nas costas em frente a um bar na Rua Oswaldo Cochrane após se apresentar com a banda Tr3vo, da qual era vocalista. O paradeiro do acusado permanece desconhecido na noite desta segunda-feira. 

 

Em 9 de fevereiro 2012, o cantor esteve no 3º Distrito Policial de Santos (Ponta da Praia) para comunicar que Chupeta fez ligações dizendo que "ia pegar ele". O motivo seria o envolvimento de Dan Nunes com uma mulher que hoje tem 31 anos e mantinha um relacionamento com Chupeta. Como o cantor não entrou com uma representação criminal contra Chupeta junto à Justiça, não houve nenhum tipo de punição judicial. 

 

A mulher, uma gerente, está separada de Chupeta há mais de um ano, mas fez dois registros em 2015 na Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de São Vicente relacionados a ameaças do contra o ex-companheiro. No mais recente caso, no último dia 20, a mulher contou à polícia que foi chutada, xingada, teve os cabelos puxados e foi ameaçada de morte após Chupeta ver que ela tinha apagado conversas no celular. A gerente esteve na casa de Chupeta para buscar o filho, cujo ex-companheiro é o pai. 

 

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que a mulher seja a pivô do crime, já que Chupeta demonstrava uma ciúme excessivo e uma conduta violenta. Testemunhas oculares do homicídio que conheciam Chupeta não tiveram dúvidas em dizer que foi ele quem executou o músico. Ainda segundo as testemunhas, Chupeta pilotava o Vectra preto e nada disse antes de atirar. Um passageiro que estava ao lado do atirador também é procurado pelos policiais. 

 

Um vídeo ao qual o DL teve acesso mostra a execução (assista abaixo). Enquanto Dan Nunes atendia uma fã para tirar fotografias o carro se aproxima. O músico estava de costas para o veículo quando foi atingido. Logo após o disparo, o carro deixa a cena do crime. 

 

Colegas do músico o levaram até o Pronto-Socorro da Zona Leste, mas ele morreu poucos minutos após dar entrada. 

 

Dan Nunes era solteiro e deixa uma filha de dois anos. O sepultamento está marcado para as 8h de desta terça-feira (31) no Cemitério da Areia Branca. 

 

Denúncias

Informações que ajudem a Polícia Civil a localizar Chupeta e o homem que estava no banco de passageiro do Vectra podem ser transmitidas pelos telefones 3261-3000 ou 181 (Disque-Denúncia). Não é necessário se identificar. 

 

Atirador estava ao volante de um Vectra preto; vítima estava de costas quando foi atingida (Foto: Reprodução/Facebook)