X
Polícia

Canil da Guarda Municipal de Santos auxilia Polícia Civil em apreensão de drogas

A busca pelos entorpecentes aconteceu após denúncia de que moradores em situação de rua haviam invadido um imóvel e estavam usando drogas no local

Canil da Polícia Civil auxilia em apreensão de drogas / Divulgação/ Polícia Civil

Treze pedras de crack e 2,125kg de cocaína foram apreendidos pela Polícia Civil na última quarta-feira (18) com o auxílio do canil da Guarda Civil Municipal. A apreensão foi realizada em uma fábrica abandonada localizada na Avenida Governador Mário Covas (Macuco), e resultou na prisão de uma mulher de 36 anos.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A busca pelos entorpecentes aconteceu após denúncia de que moradores em situação de rua haviam invadido o imóvel e estavam usando drogas no local. A Polícia Civil compareceu à fábrica e confirmou que se tratava de um prédio invadido. Para localizar as substâncias ilícitas, a corporação solicitou apoio do canil da GCM, que se dirigiu ao endereço com o cão Hórus.

Vinte pessoas foram abordadas no imóvel, incluindo uma mulher que foi revistada em local privado. Com ela, foram encontradas 13 pedras de crack embaladas e prontas para venda, que estavam escondidas em suas roupas íntimas. Após a revista, o cão farejou um pote, também escondido, que continha 2,125kg de cocaína, cuja propriedade não pôde ser vinculada a nenhum dos suspeitos.

Além da mulher, que foi presa em flagrante por tráfico de drogas, outras três pessoas foram encaminhadas à delegacia por consumo de entorpecentes, incluindo um suspeito que resistiu à abordagem. Todas foram levadas ao Juizado Especial Criminal, onde ficaram à disposição da justiça.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Esportes

Após forçar saída, Marinho reencontra Santos em meio à pressão no Flamengo

Marinho é reserva no Flamengo, e fez apenas dois gols em 23 jogos na temporada

Brasil

Memória: a história do Castelinho da Rua Apa

Imóvel, construído em 1912, ficou famoso após ser palco de uma tragédia familiar

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software