Candidato a vereador em Guarujá é atacado a socos ao ser assaltado em campanha

“Eu fiquei em estado de choque”, diz Jailson Medeiros, que recebeu série de socos no estômago, na frente da esposa, que o auxiliava em caminhada de campanha em Vicente de Carvalho

Comentar
Compartilhar
27 OUT 2020Por Gilmar Alves Jr.16h28
Jailson distribuia santinhos quando foi alvo dos criminosos, em Vicente de CarvalhoFoto: Reprodução

Em sua primeira disputa de eleição para vereador, o empreiteiro Jailson Medeiros (PRTB), de 43 anos, enfrentou um duro obstáculo na manhã do último domingo (25): a violência urbana em Guarujá. Enquanto caminhava com a esposa distribuindo santinhos pela Avenida Santos Dumont, em Vicente de Carvalho, Jailson foi cercado por quatro assaltantes e um quinto, que se aproximou logo depois, o atingiu com socos no abdômen. O quinto indivíduo, um pedreiro de 51 anos, foi preso em flagrante e se limitou a dizer aos policiais que “é ladrão”.

Procurado pelo Diário do Litoral, o candidato disse que acreditar que o crime não tem a ver com política e lamentou a ocorrência, afirmando estar muito abalado. “Eu fiquei em estado de choque. Estou até agora só lembrando desse assalto. Minha mulher teve pesadelo com o assalto logo em seguida”, afirma.

O crime ocorreu pouco antes das 10h30, próximo a um supermercado e uma “Feira do Rolo”, no bairro Jardim Boa Esperança. “Eu estava com meus papeis de campanha na mão e estava caminhando”, conta Jailson. Quatro ladrões anunciaram o assalto e fizeram menção de estarem armados, segundo a vítima.

Jailson disse que relutou em reagir, pois um dos ladrões encostava algo em suas costas. “Não confiei, porque poderia ter uma facada ou uma arma de fogo  ali. Poderiam atirar em mim ou me esfaquear pelas costas”, relata.

“Em questão de segundos apareceu outro indivíduo me dando socos no estômago”, afirma o candidato. Os bandidos roubaram carteira, gargantilha e um celular.

A mulher de Jailson, uma empresária de 44 anos, telefonou para a PM e auxiliou a corporação a prender o assaltante autor dos socos, que estava a cerca de 50 metros do local, já na “Feira do Rolo”.

O acusado foi autuado em flagrante na Delegacia Sede de Guarujá.

Campanha segue

Jailson disse que mesmo diante do grave episódio seguirá em campanha e que pretende levar a cada vez mais locais suas propostas como vereador. Entre elas, uma atuação para um sistema de saúde com maior capacidade de atendimento; maior efetivo das polícias em Guarujá para atender com maior eficiência moradores e o grande número de turistas, bem como mais incentivo à Cultura.

Jailson é pai do cantor sertanejo de Guarujá Jonas Medeiros.