Caminhoneiro é preso por tráfico de cocaína em operação no Porto de Santos

Receita, Polícia Federal e Guarda Portuária apreenderam 1,5 tonelada na segunda-feira

Comentar
Compartilhar
09 ABR 2019Por Gilmar Alves Jr.20h40
Uma das 42 bolsas do carregamento de cocaína foi apreendida na cabine de caminhãoUma das 42 bolsas do carregamento de cocaína foi apreendida na cabine de caminhãoFoto: Divulgação/Receita Federal

Um caminhoneiro foi preso na tarde de segunda-feira (8) durante a operação que evitou o envio, via Porto de Santos, de 1,5 tonelada de cocaína para o Porto de Antuérpia, na Bélgica.

Uma das 42 bolsas do carregamento foi encontrada na cabine do caminhão, que participava da ação de embarque de contêineres em um navio cargueiro. Ainda durante a tarde, na embarcação, 11 bolsas foram recolhidas em uma varredura.

A maior parte do carregamento, 1.165 quilos, foi encontrada na manhã de segunda. Trinta bolsas foram localizadas pelos agentes em dois contêineres que seriam embarcados no cargueiro. As cargas em que as drogas foram ocultas são de madeira e piso cerâmico, segundo a assessoria de comunicação da Receita Federal.

"Suspeita-se da técnica criminosa denominada 'rip-on/rip-off', em que a droga é inserida em uma carga lícita sem o conhecimento dos exportadores e importadores", diz o órgão.

Além da Receita, participaram da operação a Polícia Federal (PF) e a Guarda Portuária.

O Porto de Antuérpia é um destino comum de cargas com cocaína oculta no Porto de Santos.

A operação foi deflagrada na manhã de segunda após o Grupo de análise de risco em Operação de Vigilância da Alfândega de Santos selecionar o navio para busca a bordo e acompanhamento de carregamento.

5,4 toneladas apreendidas neste ano

Balanço divulgado ontem pela Receita Federal aponta que 5,4 toneladas de cocaína foram apreendidas no cais santista neste ano em nove operações.

Em 2018, foram recolhidas 23,1 toneladas, em 46 operações. O volume representou um recorde histórico.

Em 2017, as apreensões somaram 11,5 toneladas, em 24 operações, e, em 2016, 10,6 toneladas.

Na maior parte dos casos, verifica-se o uso da técnica criminosa conhecida por 'rip-on/rip-off'.

Em uma das ações deste ano, em 27 de março, 16 pessoas foram presas em flagrante, por tráfico, após embarcarem no navio de cruzeiro Costa Favolosa, no Porto de Santos. Trezentos quilos de cocaína foram apreendidos nas bagagens. A Justiça converteu, em 29 de março, as prisões dos acusados em preventiva.