Bombeiro sofre roubo como motorista de aplicativo e baleia dupla em Cubatão

Os dois assaltantes, um adulto e um adolescente, chegaram a fugir com o carro da vítima, mas foram identificados ao receberem atendimento médico

Comentar
Compartilhar
14 OUT 2019Por Gilmar Alves Jr.19h34
O caso foi registrado na Delegacia Sede de CubatãoFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo Diário do Litoral

Um bombeiro da Polícia Militar baleou, na madrugada de domingo (23), um adulto e um adolescente que o assaltaram enquanto ele fazia uma corrida como motorista de aplicativo. Os tiros foram disparados na interligação das rodovias Anchieta e Imigrantes, em Cubatão, próximo à Vila dos Pescadores. Mesmo ferida, a dupla fugiu no carro da vítima, mas foi identificada ao receber atendimento no Pronto-Socorro Central de Cubatão.

O adulto, de 18 anos, teve uma perfuração no tórax. Já o adolescente foi baleado no ombro direito. Informalmente, ele admitiu seu envolvimento no roubo ao ser ouvido na unidade de saúde pela delegada Mayla Ferreira Hadid, da Delegacia Sede de Cubatão, e confirmou a participação do comparsa.

Segundo o bombeiro, a dupla solicitou a corrida na Avenida Antônio Emmerich, em São Vicente, com destino a Cubatão. Na altura da interligação entre as rodovias Anchieta e Imigrantes, a dupla anunciou o roubo e ordenou que o carro fosse parado.

O policial militar chegou a entregar celular, dinheiro e relógio e recebeu ordem para deixar o veículo, um Renault Logan.

Quando saiu do carro, o bombeiro sacou seu revólver de uso particular, de calibre 38, e fez seis disparos contra o carro, que saiu em disparada.

O adolescente disse à delegada que o comparsa dirigiu no início da fuga, porém, depois de certa distância, teve que parar o carro em um acostamento devido aos ferimentos. O menor ainda diz que tentou socorrê-lo, mas ele não conseguiu andar e caiu no chão.

Ao registrar o caso, a delegada entendeu que o bombeiro agiu em legítima defesa.