Bando que invadiu prédio no Gonzaga levou R$ 34 mil de cofre de apartamento

Os criminosos também subtraíram joias; duas moradoras do apartamento foram mantidas sob ameaças

Comentar
Compartilhar
13 SET 2019Por Gilmar Alves Jr.17h47
Mãe e filha, de 88 e 66 anos, foram mantidas sob ameaças de morte em apartamento na Praça da da IndependênciaFoto: Reprodução/Google Maps

O bando que invadiu um prédio na Praça da Independência na madrugada desta sexta-feira (13) roubou R$ 34 mil do cofre do único apartamento que foi alvo da ação. Joias e um celular também  foram subtraídos.

Duas moradoras, mãe e filha, de 88 e 66 anos, foram mantidas sob ameaças de morte em uma sala de TV, enquanto o roubo foi consumado em um dos quartos. Ao final do delito, as vítimas foram trancadas no banheiro.

Para chegaram ao apartamento alvo, os bandidos renderam um porteiro e o amarraram. Eles chegaram a exigir a chave reserva do apartamento, mas como não havia nenhuma na portaria, a maneira adotada para invadir o imóvel foi o arrombamento de uma porta.

As mulheres assistiam televisão, no início da madrugada, quando foram surpreendidas pelo barulho do arrombamento e logo depois foram abordadas por um dos ladrões, que se identificou, inicialmente, como policial.

Ele determinou que as mulheres ficassem sentadas e na sequência anunciou que havia um roubo em andamento. Outros cinco homens também invadiram a moradia e foram ao quarto onde fica o cofre para subtraírem o dinheiro e as joias. 

Os bandidos demonstraram ter conhecimento de detalhes da vida de uma das moradoras e o crime durou cerca de 15 minutos. 

O homem que manteve as vítimas sob ameaças usava um rádio comunicador para comunicação com os comparsas.

Pela descrição, ele tem entre 35 e 40 anos, é branco, tem olhos e cabelos castanhos e compleição física mediana. 

Investigações

O caso é investigado pelo 7º Distrito Policial (Gonzaga) e até o final da tarde desta sexta-feira (13) nenhum dos ladrões havia sido preso.

O aparelho que registra as imagens captadas pelas câmeras do prédio foi levado pelos criminosos.

Informações que ajudem nas investigações podem ser transmitidas pelos telefones 3284-3086 ou 181.