Após denúncia, dois homens são presos por morte de comerciante

Dono de pizzaria foi morto com facadas e tiros durante assalto. A vítima guardava dinheiro arrecadado em um cofre na casa onde morava, na Gleba II

Comentar
Compartilhar
22 ABR 201421h24

Policiais militares detiveram na tarde de ontem dois homens acusados pelo latrocínio (roubo seguido de morte) do comerciante Mário Sergio Amorim, de 54 anos.

Dono de uma pizzaria na Avenida Ulisses Guimarães, no Jardim Rio Branco, em São Vicente, Amorim foi rendido pelos ladrões por volta de 1 hora de ontem, quando chegava, acompanhado da mulher, à casa onde morava, na Gleba II. Ele foi assassinado com facadas e tiros.

As facadas foram desferidas no tórax, no braço direito e na cabeça da vítima. Os dois tiros disparados perfuraram a cabeça.

Os criminosos, que estavam encapuzados, fugiram levando R$ 4 mil que estavam em um cofre.

De acordo com a Polícia Civil, os acusados admitiram o crime ao serem interrogados. Eles indicaram onde esconderam o facão e o revólver de calibre 38 usados no crime. As duas armas foram localizadas e apreendidas.

No início deste mês, os mesmos ladrões assaltaram a pizzaria e disseram que iriam voltar, pois afirmaram que “levaram pouco dinheiro”.

Denúncia

Policiais da 3ª Companhia do 39º BPM/I chegaram aos autores do latrocínio após uma denúncia transmitida a um parente do comerciante, que é policial militar.

Além dos dois acusados, foram levados para o 3º Distrito Policial de São Vicente (Jardim Rio Branco), na condição de testemunhas, uma funcionária da pizzaria, que é namorada de um dos acusados, e um adolescente. Ambos negaram envolvimento no crime.