Ao menos 59 pessoas ficam feridas na Virada Cultural

O forte esquema armado pela Polícia Militar e pela Guarda Civil Metropolitana diminuiu a frequência mas não impediu os arrastões

Comentar
Compartilhar
18 MAI 201413h22

Até o momento, 59 pessoas deram entrada na Santa Casa de Misericórdia, proveniente de áreas da Virada Cultural. Segundo a assessoria do hospital, cinco pessoas foram feridas por arma de fogo e outras duas por arma branca. Dessas, cinco estão em estado grave e podem ter de passar por cirurgia.

O forte esquema armado pela Polícia Militar e pela Guarda Civil Metropolitana diminuiu a frequência mas não impediu os arrastões, sobretudo durante a madrugada.

Por volta das 24h de sábado para domingo, grupos de jovens e adolescentes eram vistos correndo na região da Barão de Limeira e Duque de Caxias. Um pouco antes, por volta das 23h30, soldados da PM revistavam três turmas ao mesmo tempo em um espaço de duas quadras. Uma delas aguardava a revista ajoelhada. Na Rua Duque de Caxias, o recepcionista de um hotel trabalhava com as portas fechadas por uma barra de ferro.

Aproximadamente 100 pessoas foram detidas por suspeita de cometerem crimes na madrugada deste domingo (17) durante a 10ª edição da Virada Cultural. Os detidos foram encaminhadas para o 3° DP e para as principais delegacias da região (Foto: Gutemberg Gonçalves)