Adolescentes responderão por ato infracional de injúria em caso de suco jogado em morador de rua

Para a Polícia Civil, os três garotos sabiam que havia um morador de rua se protegendo do frio em contentor de lixo no Gonzaga

Comentar
Compartilhar
12 JUL 2019Por Gilmar Alves Jr.18h35
Os fatos ocorreram na noite de sábado (6), na Avenida Ana Costa, no Gonzaga; morador de rua ainda não foi localizado para ser ouvidoFoto: Reprodução

Os três adolescentes envolvidos no caso de despejo de suco em um morador de rua no Gonzaga, em Santos, responderão por ato infracional de injúria real, segundo a Polícia Civil, que está concluindo as investigações e ainda busca encontrar a vítima para uma oitiva.

A injúria real consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou meio empregado, sejam consideradas aviltantes.

O caso, que ocorreu no último sábado (6), será analisado pela Vara da Infância e da Juventude e pela Promotoria e os jovens podem estar sujeitos a medidas socioeducativas, como advertência e prestação de serviços à comunidade.

A delegada Lígia Christina Villela, do 7º Distrito Policial de Santos (Gonzaga), analisou as imagens dos fatos, que foram gravadas por um dos adolescentes e ganharam repercussão na internet, e ouviu os três na última quarta-feira (10), na presença dos pais deles.

“As imagens mostram que foi uma atitude pensada, filmar ou jogar o líquido ou papelão na caçamba, dando a entender que eles sabiam que o morador estava lá dentro, porque senão não teria o menor sentido você filmar jogar um lixo em uma caçamba de rua”, disse a delegada ao Diário do Litoral.

Segundo ela, foram detectadas contradições nas versões dos jovens, pois um deles, o que fez a filmagem, diz que desde o começo todos sabiam que havia um morador de rua no contentor, mas não viu a filmagem em um primeiro momento como “degradante”.

Já o rapaz que aparece jogando suco no interior do contentor afirma que não sabia que o homem estava no local e diz que jogou o suco no lado oposto a onde ele estava.  O terceiro jovem diz que apenas estava perto dos amigos na filmagem.

Segundo a delegada, os pais repreenderam as condutas dos filhos e elogiaram a conduta da polícia de repreender esse tipo de ação.

Colunas

Contraponto