Adolescente é espancada por rejeitar homem em festa e dizer que era lésbica em Cubatão

Segundo a adolescente o homem estava pedindo para "ficar com ela" e insistindo nisso, mas ela negou dizendo que era lésbica. Ele ainda inistiu mais algumas vezes, sem sucesso, e passou a provocá-la na festa

Comentar
Compartilhar
13 SET 2020Por Da Reportagem14h10
A jovem ficou com vários hematomas e machucados pelo corpo.Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma garota de 17 anos alegou ter sido espancada por um homem após rejeitá-lo em uma festa, em Cubatão. Nas redes sociais ela fez uma postagem dizendo que acreditava que fosse morrer e se mostrou indignada com a atitude do acusado. 

Segundo a adolescente o homem estava pedindo para "ficar com ela" e insistindo nisso, mas ela negou dizendo que era lésbica. Ele ainda inistiu mais algumas vezes, sem sucesso, e passou a provocá-la na festa, passando por ela e a empurrando com o cotovelo. Ela, então, decidiu ir embora dali com outra amiga.

A amiga morava ruas antes da sua casa e, então, ela seguiu parte do caminho sozinha. Foi quando o mesmo homem que estava na festa se aproximou de moto, puxou se cabelo e passou a arrastá-la. Ela caiu no chão e ele desceu do veículo e passou a agredí-la, dizendo que ela iria morrer se não passasse a gostar de homens.

A jovem foi amparada por pessoas que estavam próximas ao local e o homem fugiu.

"Voltando pra casa, eu fui agredida e atropelada. Tive agressões tanto fisicamente, quanto verbalmente, tudo isso por que eu disse pra um homem, que sou lésbica!!! Ele estava pedindo pra ficar comigo, e eu apenas disse que não! Vocês tem noção que eu quase morri, pelo simplesmente fato de ter falado não pra um homem?", escreveu ela nas redes sociais.

Até o fechamento desta matéria o caso não havia sido registrado na polícia.