FEMINICIDIO

Adolescente de 15 anos morre com tiro após confusão no trânsito

Nenhum suspeito havia sido identificado até a conclusão desta reportagem

Comentar
Compartilhar
15 ABR 2019Por Folhapress19h10

O estudante Lucas Faria Vieira, 15 anos, morreu após ser baleado, na altura do km 128 da rodovia Anhanguera, na região de Americana (127 km de SP), quando o veículo em que estava se envolveu em uma confusão no trânsito, por volta das 20h deste domingo (14). Nenhum suspeito havia sido identificado até a conclusão desta reportagem.

Segundo relatado pelo tio do adolescente à polícia, um autônomo de 57 anos, a família voltava da cidade de Flórida Paulista (592 km de SP), onde participou de um casamento, para Jundiaí (58 km de SP). No carro também viajavam os avós do garoto e uma criança de 7 anos.

Carro atingido por tiros na rodovia Anhanguera em Americana (SP), na noite de domingo (14). Um adolescente de 15 anos morreu e o atirador fugiu. 

O tio, que dirigia o veículo, disse em depoimento que seguia pela pista central da rodovia, quando sinalizou que ia acessar a faixa da esquerda, "para ultrapassar um caminhão".

Neste momento, ele percebeu que um Fiat Uno se aproximava em alta velocidade, na mesma faixa em que o Voyage prata das vítimas estava. O Uno, segundo o tio do adolescente, acendeu o farol alto e chegou a encostar na traseira do carro que seguia para Jundiaí. "Antes que pudesse voltar para a faixa central, para dar a passagem solicitada, o Uno o ultrapassou pela direita e fechou o Voyage", diz trecho de boletim de ocorrência.

A ultrapassagem fez o autônomo se assustar, ainda segundo o documento policial, que freou seu veículo e deu um sinal, com o farol alto, ao Uno.

O carro dos suspeitos, que segundo a vítima era ocupado por um casal, fechou novamente o Voyage, momento em que o autônomo ouviu "um barulho" dentro de seu carro.

A princípio, ele acreditava que o som era um "estampido de pedra arremessada", porém um dos ocupantes do carro gritou que o adolescente havia sido atingido por um tiro.

O jovem chegou a ser socorrido, por uma ambulância da concessionária que administra a via. Foi encaminhado até o hospital estadual do município de Sumaré (118 km de SP), onde morreu.

Colunas

Contraponto