Acusados de estupro são levados a tribunal na Índia

Cinco homens acusados de estuprar a universitária, de 23 anos, em Nova Delhi, compareceram ao tribunal para a audiência preliminar.

Comentar
Compartilhar
07 JAN 201311h05

Cinco homens acusados de estuprar a universitária, de 23 anos, em Nova Delhi, na Índia, compareceram ao tribunal para a audiência preliminar. Eles podem ser condenados à morte. O sexto integrante do grupo, um jovem de 17 anos, será julgado por um tribunal especial para crianças e adolescentes. A agressão contra a jovem desencadeou uma série de protestos violentos em várias cidades indianas e cobranças de providências às autoridades.

A coleta de depoimentos dos cinco suspeitos foi interrompida em decorrência do clima de indignação e de protestos no tribunal. Incapaz de controlar a multidão que assistia à audiência, a  juíza do caso decidiu que os depoimentos seriam tomados em uma sala fechada, sem a presença do público.

O julgamento deve ser transferido para um juizado especial, que pode acelerar o processo. O julgamento ocorre depois de quatro policiais de Nova Delhi serem presos acusados de negligência nas investigações de outra denúncia de estupro e assassinato.

A estudante de medicina, que estava acompanhada por um amigo, foi estuprada dentro de um ônibus em Nova Delhi – que é apontada como a capital da violência sexual. Depois de agredida, a universitária e o amigo foram lançados para fora do veículo. A indiana agredida morreu por falência múltipla dos órgãos, no último dia 29, em Cingapura, onde estava internada.

Crime gerou comoção e protestos em todo o País. (Foto: Reuters)