Acusado de ser patrão do tráfico no Saboó, em Santos, é preso

Policiais civis permaneceram no bairro por duas horas até surpreenderam o acusado

Comentar
Compartilhar
12 MAR 2019Por Gilmar Alves Jr.18h48
Os policiais apreenderam anotações do tráfico, recibos de depósitos, dinheiro, maconha e haxixeFoto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem de 45 anos apontado pela Polícia Civil como patrão do tráfico de drogas na Favela Pantanal, em Santos, foi preso no final da manhã de segunda-feira (11). Os investigadores apreenderam maconha, haxixe, anotações relacionadas ao tráfico e o carro usado pelo acusado, um Jeep Renegade.

A ação, deflagrada pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, foi iniciada após uma denúncia anônima indicar que o acusado guardava drogas em seu apartamento no Saboó, ao lado da favela. A denúncia também apontou que o homem tinha o hábito de trocar de carro semanalmente visando despistar a ação da polícia e informou o modelo que ele estava utilizando.

Sob o comando do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da DIG, e do investigador-chefe, Paulo Carvalhal, policiais da unidade fizeram uma campana por cerca de duas horas na manhã de segunda e surpreenderam o acusado quando ele chegava ao prédio, na Avenida Martins Fontes.

No Jeep Renegade os policiais apreenderam maconha, dinheiro e recibos de depósitos bancários de vultosas quantias.

Na sequência, o apartamento do homem foi vistoriado, sendo apreendida debaixo de um sofá uma agenda com anotações de pesos de drogas, nomes e novamente vultosas quantias.

Sob um móvel, ainda foram apreendidas porções de maconha e haxixe.

Segundo os policiais, o acusado confirmou que todas as semanas tinha o hábito de alugar um carro diferente.

Após o registro do flagrante, o detido foi recolhido para a cadeia anexa ao 5º Distrito Policial (Bom Retiro). Ele tem antecedentes por tráfico e roubo, segundo a polícia.

Colunas

Contraponto