Acusado de estupros é capturado em Vicente de Carvalho

As vítimas foram uma estudante de 16 anos e uma vendedora de 25; elas foram rendidas em Bertioga e em Guarujá

Comentar
Compartilhar
22 MAR 2018Por Gilmar Alves Jr.20h42
Luiz Flávio de Souza, de 42 anos, confessou um dos crimesFoto: Reprodução

Uma investigação da Polícia Civil resultou na prisão do ajudante de motorista Luiz Flávio de Souza, de 42 anos, acusado de estuprar uma estudante de 16 anos, no último dia 15, e uma vendedora de 25, no dia 15 de fevereiro. As vítimas foram rendidas, respectivamente, em Bertioga e em Guarujá.  Elas já fizeram o reconhecimento pessoal de Souza, segundo a polícia.

O anúncio do esclarecimento dos casos foi feito pelo delegado Sérgio Lemos Nassur, titular de Bertioga, que participou nesta quinta-feira (22) da apresentação dos resultados de uma operação regional que deteve 235 pessoas em 24 horas na Baixada Santista. A entrevista coletiva foi dada no Palácio da Polícia, em Santos.

De acordo com Nassur, Souza foi identificado por meio da placa do Renault Sandero prata que ele alugou meses atrás e usou nos crimes. Na empresa locadora do automóvel, a equipe de Nassur e do investigador-chefe, Nivaldo Ribeiro, obteve a identificação do homem, que usou documentação original para a locação.

Souza teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça pelo crime em Bertioga, a pedido de Nassur, e foi localizado horas depois, na noite de terça-feira (20), no bairro Parque Estuário, em Vicente de Carvalho.

Com o compartilhamento da Polícia Civil com a PM de informações sobre a placa do Sandero, policiais militares encontraram o carro estacionado na Avenida Presidente Vargas, no Parque Estuário, e aguardaram a chegada do acusado para acionar os investigadores.

De acordo com Nassur, Souza confessou formalmente ter estuprado a estudante. Já o crime contra a vendedora, ainda segundo o delegado, o acusado nega. A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Guarujá também participa das investigações. 

Renault Sandero usado nos crimes era alugado pelo acusado (Foto: Divulgação)

Os crimes

A estudante foi rendida quando estava em um ponto de ônibus com o namorado, no Jardim Vista Alegre, em Bertioga.

De acordo com o registro da ocorrência, Souza saiu do Sandero portando arma de fogo, dominou o casal e o colocou no carro. O rapaz foi algemado no encosto do banco traseiro do carro e a jovem foi deixada no banco da frente. Ambos disseram que foram agredidos.

Na Rodovia Rio-Santos, o acusado mandou o namorado da estudante sair do carro e dali a levou para um imóvel ainda não identificado, onde o estupro foi consumado, com a jovem vendada. A vítima foi libertada no Mangue Seco, em Guarujá.

A vendedora rendida em Guarujá disse que após sair de um supermercado na Vila Áurea foi rendida por Souza e também teve o rosto coberto, sendo ameaçada com arma de fogo. Ela já reconheceu o imóvel, no bairro, onde foi estuprada por cerca de três horas. Ela foi solta no mesmo bairro, próximo do local onde fora abordada.

A polícia apura se o acusado fez mais vítimas. “Tudo indica que ele era useiro e vezeiro (reincidente) nesse tipo de comportamento”, disse o delegado.