Acusado de estelionato é preso na Caneleira

Cartões bancários e documentos foram apreendidos; fraudes causaram prejuízos de ao menos R$ 500 mil. Polícia apurou que o homem capturado é integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC)

Comentar
Compartilhar
21 MAR 201510h44

Um homem de 34 anos, apontado pela polícia como integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), foi preso ontem à tarde em um apartamento na Caneleira, em Santos, por receptação e estelionato. Cartões bancários e documentos roubados e furtados foram apreendidos no imóvel. A Polícia Civil calcula que o prejuízo causado às vítimas pelo acusado com o uso dos cartões seja superior a R$ 500 mil.

A captura foi feita por policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Santos, que receberam uma informação sobre o armazenamento do material ilícito no apartamento.

Por volta das 14h30, investigadores chefiados por Paulo Carvalhal e pelo delegado Luiz Ricardo Lara Dias Júnior chegaram ao imóvel, na Rua Ângelo Martins Melero, e surpreenderam o homem.

Policiais civis realizaram a apreensão no apartamento do acusado (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Ao questionarem o acusado sobre as fraudes, ele imediatamente confessou.

Na relação de apreensões estão 91 cartões bancários, nove carteiras de identidade, quatro títulos de eleitor, seis cadastros de pessoa física, entre outros documentos.

De acordo com a Polícia Civil, foi apurado que o acusado destinava os documentos roubados e furtados para uso de foragidos da Justiça que integram o PCC.

Após o caso ser registrado na DIG, o homem foi encaminhado para a cadeia anexa ao 5º Distrito Policial de Santos (Bom Retiro), onde aguardará por transferência para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente.