Acusado de estelionato é preso ao tentar subornar guardas municipais em Guarujá

O homem, de 25 anos, sugeriu entregar R$ 2,3 mil aos guardas, segundo eles

Comentar
Compartilhar
22 SET 2020Por Gilmar Alves Jr.19h25
O flagrante foi registrado na Delegacia Sede de Guarujá; o homem ainda ser responsabilizado em inquérito por estelionatoFoto: Arquivo/DL

Um autônomo de 25 anos, acusado de um golpe envolvendo a troca de um cartão bancário de um idoso em um banco, em Guarujá, foi localizado pela Guarda Civil da Cidade e acabou preso ao tentar subornar os agentes: ele sugeriu entregar R$ 2,3 mil para não ser levado para a delegacia, segundo os guardas.

A tentativa frustrada de escapar de um indiciamento por estelionato contra idoso (pena de reclusão de 2 a 10 anos) só agravou a situação criminal do autônomo, que acabou autuado em flagrante na Delegacia de Guarujá por corrupção ativa, cuja pena de reclusão é de 2 a 12 anos.

Uma denúncia feita à Guarda possibilitou a localização do acusado. Imagens da agência bancária chegaram a ser analisadas e, por meio delas, os agentes obtiveram as características do suspeito.

O idoso, um aposentado de 69 anos, foi vítima do golpe a partir do final da manhã de sábado (19), quando teve contato com o autônomo em um caixa eletrônico na Cidade. Segundo o idoso disse à polícia, o golpista se aproximou, tentou insistentemente iniciar conversa e passou a falar como a vítima deveria digitar a senha.

Sem o idoso perceber, o cartão bancário foi trocado. Durante o sábado, a vítima recebeu ligação do banco sobre a movimentação anormal na conta.

Como resultado do trabalho de apuração da Guarda, o autônomo foi localizado por volta das 23h30 de sábado. Logo após ser revistado, ele tentou o crime de corrupção ativa, segundo os agentes.