Acusado de chefiar tráfico no Morro do José Menino, ‘Tigrão’ é preso pela Polícia Civil

Thiago Santana da Costa, de 33 anos, foi capturado pela Dise em um salão de beleza na Avenida Presidente Wilson na tarde deste sábado (9)

Comentar
Compartilhar
09 NOV 2019Por Gilmar Alves Jr.17h57
Tigrão é investigado por atentados a tiros contra policiais militares no morroFoto: Reprodução

Policiais da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise) de Santos prenderam na tarde deste sábado (9) Thiago Santana da Costa, o Tigrão, de 33 anos, apontado como chefe do tráfico de drogas no Morro do José Menino. 

Vinculado ao Primeiro Comando da Capital (PCC), ele é suspeito de dar determinações para que seus subordinados no tráfico atirem contra policiais durante as incursões de combate à venda de drogas. 

Nada acontece sem passar pelo crivo dele, afirmou ao Diário do Litoral o delegado Rubens Barazal, titular da Dise. Com a prisão, a Polícia Civil seguirá apurando o envolvimento de Tigrão nos casos em que policiais militares foram baleados neste ano em combate ao tráfico naquela localidade. 

Tigrão foi surpreendido pelos policiais da Dise em um salão de beleza na Avenida Presidente Wilson, no José Menino, quando iria cortar o cabelo. Foram dois meses de investigações para a captura, conforme informaram o delegado Barazal e Luiz Fonseca, investigador-chefe da especializada. 

O capturado estava foragido do Centro de Progressão Penitenciária de Pacaembu, no interior paulista, desde 2017. 

Após registro da captura na Dise, Tigrão foi recolhido para a cadeia anexa ao 5º de Santos (Bom Retiro). A Reportagem ainda não localizou a defesa dele.