X

Ela viveu em Santos no ano de 1900. Acabou se envolvendo com um membro do alto clero da igreja e, como fruto dessa proibida relação, nasceu uma criança. Sofreu preconceito e sequer podia sair na rua, sob a punição se ser humilhada e até agredida. Assim, seu filho era a sua maior alegria e distração. Porém, ao 7º dia de vida, o bebê faleceu. E a existência de Maria seria totalmente transformada dali em diante, em um misto de tristeza, angústia e revolta, que acompanhariam a sua alma até hoje, mais de 100 anos depois. Conheça a história do "Fantasma do Paquetá", uma notória lenda que ainda causa arrepios em muitos santistas, e que parece estar cada vez mais presente na memória daqueles que juram já terem visto a sofrida mulher chorando entre os túmulos do cemitério.

Apresentação: Jeferson Marques e LG Rodrigues
 

DLcast - Lendas e histórias da Baixada Santista · Episódio 1: O fantasma do Paquetá

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Projeto que institui taxa de lixo em Cubatão sofre modificações

Prefeitura encaminhou um novo projeto de lei complementar para a Câmara com alterações nos valores da cobrança para imóveis residenciais

ESTRELA DE GREASE - NOS TEMPOS DA BRILHANTINA

Morre Olivia Newton-John, estrela de 'Grease' e voz de hits como 'Physical', aos 73

Além de "Grease", Newton-John estrelou "Xanadu", marco dos anos 1980

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software